top of page
  • Foto do escritorCris Jardim

Miolo Wild Gamay 2023 chega na Semana Santa

Rótulo chega a sua quarta safra com avanços no aprimoramento produtivo que têm garantido patamares históricos de maturação da uva

“Vindimas são sempre novos começos. Nunca sabemos o que nos espera. Quando o resultado é surpreendente, o prazer é ainda maior”. Assim, o enólogo Miguel Ângelo Vicente Almeida, que integra o time técnico da Miolo Wine Group, começa a descrever o que o consumidor pode esperar do Miolo Wild Gamay 2023, o primeiro vinho do ano a chegar ao mercado. Elaborado a partir de fermentação espontânea com leveduras selvagens, naturais da própria uva Gamay e sem a adição de sulfitos (SO2), o vinho segue o método ancestral de maceração carbônica de cachos inteiros, além de exibir o Selo a The Vegan Society como 100% vegano. Emblemático, se tornou ‘o vinho da Páscoa’ e estará disponível na loja virtual www.loja.miolo.com.br e no tele-vendas 0800 970.4165, podendo ser degustado ainda durante a Quaresma.

Atendendo a um consumidor que busca produtos mais naturais, descomplicados, leves e fáceis de beber, o Miolo Wild Gamay 2023 é o primeiro vinho tinto da safra que chega à mesa dos brasileiros. Suas uvas foram cultivadas nos vinhedos do Seival, em Candiota, na Campanha Gaúcha. Pioneira no Brasil a elaborar um Gamay desta forma, a exemplo do que ocorre na França, a Miolo lança a quarta safra do projeto seguindo este conceito de oferecer um vinho com menor intervenção no processo de elaboração, proposta aceita ainda em 2020 quando o Grupo apostou no projeto, hoje consolidado. Serão 40 mil garrafas, numa produção limitada que historicamente esgota em poucos meses.

Almeida, que logo denominou o vinho como ‘gradioso’, explica que diante do clima quente e seco as uvas atingiram uma maturação nunca antes registrada pela empresa, chegando a 14º em álcool. Mesmo assim, o vinho traz uma refrescante acidez, tornando-o fácil de ser apreciado até mesmo resfriado. “Que ano fantástico para as uvas tintas precoces. Este Gamay é um vinho diferente dos demais, que vai gerar muito prazer quando degustado”, garante o enólogo.

Para Adriano Miolo, Diretor Superintendente da Miolo, este vinho entrega toda diversidade da Campanha Gaúcha, que vem se destacando não somente nas variedades tradicionais como também em castas pouco conhecidas como a Gamay. Além disso, ele explica que poder elaborar um vinho com baixa intervenção como este antes da virada do milênio mostrou o quanto a Miolo tem processo e capacidade produtiva para colocar no mercado vinhos altamente diferenciados. “Quando decidimos fazer um vinho com este conceito já percebíamos que o que era apenas uma ideia logo se tornaria uma tendência. Hoje, em sua quarta edição, brindamos a consolidação de um projeto que está apenas começando e que logo ganhará novos pares”, antecipa.

O vinho

Elaborado a partir de uvas Gamay, cultivadas nos vinhedos do Seival, na Campanha Meridional, a partir de dois clones franceses, Gamay Frou e Gamay de Bouze, este vinho é resultado do processo de maceração carbônica do encubado por gravidade de cachos inteiros, sem adição de sulfitos e fermentação com leveduras selvagens da própria uva. Límpido, de coloração rubi intensa com bordas violáceas, apresenta alta intensidade aromática e tipicidade trazido pelo processo de maceração, com aromas de morango, goiaba e maçã caramelada. Na boca, um vinho de estrutura leve, equilibrado, extremamente agradável e descompromissado. Ideal ser degustado como aperitivo com temperatura entre 10°C e 12°C. Devido sua baixa concentração tânica harmoniza muito bem com saladas, sopas, peixes, massas de molhos brancos, pizzas, carnes brancas e queijos de massa mole e semidura, com destaque para o Emmenthal.

Imagens: Divulgação Miolo

Comments


bottom of page