top of page
  • Foto do escritorCris Jardim

Dia Internacional da Merlot: a francesa que ganhou o mundo

Sommelière da Wine seleciona três rótulos elaborados com a uva mais famosa: um Bordeaux, um tinto seco e um blend


A uva Merlot celebra em 07 de novembro seu sucesso internacional no mundo dos vinhos. Sua história começa na França, na tradicional Bordeaux, fazendo parte dos grandes rótulos da região. Em outros países, tornou-se conhecida por compor blends bordaleses, entre eles, os grandes rótulos supertoscanos na Itália e os diversos varietais nos Estados Unidos, Chile, África do Sul e Brasil.


Com a Merlot podem ser elaborados tanto vinhos mais jovens, frutados e leves, quanto versões mais encorpadas, complexas e de longa guarda, porém a principal característica é sempre a textura macia, sedosa e aveludada, com acidez e álcool equilibrados e taninos redondos. Entre as opções produzidas, destacam-se os tintos, mas também é possível encontrar interessantes exemplares de espumantes, rosés e brancos.


Graças à sua versatilidade é a casta mais plantada na região sul brasileira, visto que agrada aos mais distintos paladares, desde os novos entusiastas até os amantes do vinho de longa data. Quanto à harmonização, os tradicionais tintos têm seu sabor destacado na companhia de carnes grelhadas, da culinária árabe, de um risoto de carne seca com abóbora ou de um escalope ao molho madeira. Já os rosés, espumantes e brancos, ficam perfeitos com pratos mais leves como frutos do mar e saladas.


Para um brinde no Dia Internacional da Merlot, Marina Bufarah de Souza, sommelière da Wine, selecionou três rótulos especiais elaborados com essa casta:


Um jovem Bordeaux

Para os apreciadores mais tradicionais da uva, a sugestão é o Château de La Rivière A.O.C. Fronsac 2014, um Bordeaux encantador. É um tinto jovem seco, amadurecido em barris de carvalho, com uma belíssima cor rubi e taninos bem presentes. Para apreciar seu aroma frutado de ameixa, cereja, amora e mirtilo, a dica é deixá-lo em um decanter por aproximadamente 30 minutos.



Um elegante chileno

Aos amantes do Novo Mundo, a recomendação é conferir como a Merlot se deu bem em terroirs chilenos. Um bom exemplo é o incrível Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Merlot 2018, um tinto aromático e elegante, que nada deixa a desejar para os melhores da França. Cultivado no Valle Central, após uma breve passagem por barricas, apresenta um bom corpo, uma acidez equilibrada e um final frutado.



Um blend refrescante

Para os apaixonados por blend, o Urmeneta Rosé 2021 é uma magnífica experiência. A centenária vinícola Urmeneta mostra todo seu potencial e expertise ao elaborar este exemplar. Produzido com as uvas tintas de origem francesa Cabernet Sauvignon e Merlot no famoso terroir do Valle Central, este vinificado em rosé é um convite para momentos especiais.



E, para fechar, uma curiosidade: a palavra “merlot” significa pequeno “merle”, ou melro, em francês. É o nome de um pequeno pássaro preto muito comum na Europa. A uva teria ganhado esse nome por sua tonalidade escura, quase um preto azulado como o do pássaro, e também, por atrair uma grande quantidade dessas aves quando a colheita se aproxima.


Foto: divulgação

Comentarios


bottom of page