top of page
  • Foto do escritorCris Jardim

Caviro – cooperativa de vinhos italiana preza pela qualidade e sustentabilidade

Fundada em 1966, a Caviro é uma cooperativa vitivinícola que elabora seus vinhos a partir de uvas cultivadas pelos seus cooperados, isto é, seus produtores parceiros.

Pensando em como o ciclo de produção gerava resíduos, a cooperativa tomou a decisão ética e, também, comercial de complementar o seu negócio principal – a produção de vinhos – com o reaproveitamento dos subprodutos residuais, originários da vinificação, gerando matérias-primas agroalimentares, como álcoois, ácido tartárico, antocianas e polifenóis, que são utilizados pelos próprios parceiros, assim como também pela indústria farmacêutica, pelo mercado de alimentos e de bebidas, entre outros.


Ou seja, os resíduos do ciclo vinífero são transformados em energia renovável, reduzindo o desperdício e, consequentemente, o impacto ambiental de suas operações a quase zero.

Nesses mais de 50 anos, a Caviro também tem sido um porto seguro para milhares de famílias que aplicam todo seu conhecimento e paixão pelos vinhos italianos, provendo seu sustento e contagiando outros com sua motivação.


Por esse compromisso “360º”, não só com seu inovador modelo de sustentabilidade, mas também com os laços que cria ao “cuidar” dos seus parceiros e respeitar suas terras, a Caviro se apresenta como um novo modelo de negócios, capaz de atrair consumidores que, além de amarem vinho, querem apoiar empresas mais comprometidas com a utilização de fontes de energia renováveis, com a redução do consumo de água e de emissões que alteram o clima.


A cooperativa é a primeira na Itália na produção de biometano originário de resíduos agroindustriais e na recuperação de água residuais, por exemplo, além de ter 100% de sua eletricidade autoproduzida a partir de fontes renováveis, certificada pelo GSE Energy Services Manager e distribuída através do Energy Resources Consortium. Uma empresa verdadeiramente verde.


O grupo Caviro possui mais de 800 prêmios, em competições nacionais e internacionais como Mundus Vini, Gambero Rosso, Wine Spectator e Migliori Vini Italiani. Resultado de 50 anos de história, 36.000 hectares de vinhedos, 12.400 viticultores, 28 parceiros e 28 adegas, com presença nas principais regiões vitivinícolas da Itália como Veneto, Emilia-Romagna, Marche, Toscana, Abruzzo, Sicilia e Puglia.


O foco no desenvolvimento ético-ambiental das operações da Caviro, claro, não deixam de lado o crescimento comercial da cooperativa, motivo pelo qual a qualidade dos vinhos segue no topo de prioridades.

No Brasil, a Wine Brands é responsável pela distribuição dos rótulos das linhas Musiolo e Antico, compostas por blends brancos e tintos.


Os vinhos foram apresentados em um jantar harmonizado no restaurante Ticiana Wener pelo export manager Giacomo Catacchini do grupo Caviro e por Cynthia Malacarne, enóloga e especialista em vinhos.

Giacomo Catacchini

Cynthia Malacarne

A linha Musiolo é a mais básica da vinícola, mas nem por isso deixou-se de priorizar a qualidade, muito pelo contrário. Musiolo Bianco é elaborado com as uvas Trebbiano, Chardonnay e Malvasia, um vinho leve, fresco, com acidez equilibrado, um vinho para o dia a dia, para beber sozinho ou acompanhando pratos leves como salada, burrata, peixe grelhado e frutos do mar. Valor médio R$ 69,00.


Musiolo Vino Rosso, elaborado com as uvas Sangiovese, Merlot e Montepulciano, é aquele vinho fácil de beber, com ótima acidez. Ideal para compartilhar com os amigos. Valor médio R$ 69,00.


Os vinhos Antico Rosone são de denominação de origem controlada e indicação geográfica, com Antico Rosone Montepulciano d’Abruzzo (R$ 74,00), Nerol D’Avola Sicilia (R$ 79,00), Primitivo Puglia IGT (R$ 104,00), Sangiovese Rubicone IGT e Trebbiano/Chardonnay Rubicone IGT (R$ 74,00).


Alguns rótulos podem ser encontrados na Super Adega em Brasília e toda a linha pode ser comprada através do site da importadora Winebrands www.winebrands.com.br.


Fotos: divulgação

bottom of page