• Cris Jardim

A ADEGA IDEAL PARA CONSERVAR SEUS VINHOS

Se você é um amante de vinhos, ter uma adega na sua casa para armazenar seus vinhos pode fazer toda a diferença. Mas na hora de escolher uma adega sempre bate a dúvida qual seria a ideal para armazenar seus vinhos, tendo em vista que o mercado oferece diversos tipos de adega com visuais modernos, clássicos, climatizadas. E para não arriscar na opção errada, acompanhe as informações a seguir e decida sem receios qual seria o tipo de adega que realmente irá atender a sua necessidade.

Registro da adega na vinícola de Susana Balbo

Conceito de Adega


Adega é o lugar onde o vinho é armazenado. Seja em garrafas, barris ou em barricas. No caso das vinícolas, as adegas são normalmente localizadas no subsolo, o que ajuda a manter a temperatura ideal entre 14 e 17°C.


O Brasil já conta com uma grande variedade de adegas para todos os gostos. Pensando nessas necessidades dos consumidores, as adegas residenciais ganham força e fazem parte de um lar que busca requinte, modernidade e elegância, aliados ao sabor de um bom vinho sempre que o momento pedir.


História e surgimento das Adegas


O vinho é bem antigo e provavelmente surgiu onde hoje está Israel. Isso é o que indica a descoberta de uma adega de 3.700 anos de idade na cidade de Tel Kabri. Não se sabe, ao certo, quem inventou o vinho, nem há quanto tempo a bebida dos deuses é produzida pelo mundo. Entretanto, sabe-se que uma gruta encontrada em Tel Kabri, um sítio arqueológico localizado em Israel, abrigou um incrível tesouro escondido. Lá foi descoberta a mais antiga adega do mundo, com 6 mil anos de idade. Pesquisadores encontraram 40 recipientes no local. As análises mostraram vestígios de dois ácidos encontrados em vinhos. Antes desta adega, a evidência mais antiga que comprovava a fabricação da bebida tinha sido encontrada em um túmulo egípcio com 5100 anos.


Principais Tipos de adegas


O mercado classifica quatro tipos de adegas, são elas: passiva, de madeira, termoelétrica e com compressor. Confira esses diferenciais em cada tipo de adega e seus pontos fortes.


Adega passiva


É o modelo mais comum e esse tipo de adega é indicado para quem mora em casa., mas vai precisar de espaço ou quem sabe encarar uma pequena reforma. As adegas passivas, funcionam com a sua própria estrutura, por isso são mais fáceis de ter em casa. O design denominado “cave” (caverna, em inglês) remete às tradicionais cavernas francesas que historicamente servem de abrigo para os vinhos. São construídas abaixo do nível da casa, como um porão, respeitando as condições adequadas de escuridão e umidade.


Vantagens:

A maior vantagem desse tipo de adega é que a estrutura fica sempre protegida de fatores climáticos externos, preservando ao máximo as características de cada vinho. Além do charme ter uma cave em casa. Eu adoraria!


Desvantagem: Precisam de reforma e planejamento.


Adega climatizada termoelétrica

Essas adegas funcionam por meio da troca de calor com o ambiente externo. O que acontece mais precisamente é que uma placa de cerâmica dentro da adega absorve o calor em seu interior e manda-o para fora. Assim, o que esse sistema faz é apenas retirar o calor de dentro dela. Por meio desse método você consegue, sem utilização de grandes quantidades de eletricidade, manter a temperatura interna cerca de 10°C mais baixa do que a externa.


Vantagens:

As adegas termoelétricas é uma opção compacta para quem não tem o espaço ou as condições de temperatura e umidade ideais para uma adega passiva em casa, além de estarem menos sujeitas a sofrerem interferência dos picos na corrente elétrica. Pelo mesmo motivo, elas são extremamente econômicas na conta de luz.


Desvantagem: Não funcionam muito bem em ambientes com grande variação de temperatura


Adega climatizada com compressor


Aqui, o compressor usa a eletricidade não para retirar o calor de dentro da adega, mas sim para ativamente resfriar o interior. A diferença, portanto, é que no lugar de apenas fazer o calor sair, essa adega também está basicamente injetando ar frio nos compartimentos em que os vinhos ficam guardados.


Vantagens:

Em alguns modelos é possível controlar a variação de temperatura em diferentes níveis e partes da adega, possibilitando a melhor conservação de vinhos tintos, brancos e espumantes, já que cada um deles tem uma temperatura de armazenamento ideal específica.


Desvantagem: Consumo de energia elétrica é bem mais elevado e devido ao compressor provoca um pouco de ruído e vibração.


Conclusão


Ter uma adega bonita e cheia de recursos e com capacidade infinita de vinhos é o sonho de consumo de qualquer enófilo, mas é crucial saber se a adega vai ser bem utilizada. Importante fazer uma boa escolha, afinal a primeira adega a gente nunca esquece!


Fontes diversas.