• Cris Jardim

Pratos leves de Verão

ANIMUS



No cardápio do Animus, os pratos mais leves para os dias mais quente: Polvo na Brasa - Polvo na brasa, gema confitada, cuscuz de uarini e emulsão de frutos do mar (foto/ crédito: Thays Bittar -R$ 42), a Burrata com salada de tomates, mel e crocante de mandioca (R$ 48), Salada de folhas verdes com cogumelos salteados, boursin de ovelha e nozes picantes (R$ 34) e Peixe levemente defumado, camarão confitado, purê de banana da terra picante e bisque (R$ 44).

O primeiro restaurante da chef Giovanna Grossi, principal nome do Bocuse D’Or no Brasil, traz à mesa receitas de inspiração artística, ingredientes em seu ápice, rigor técnico e apresentação graciosa. A chef criou um universo em que consegue escutar as estações, sincronizar a cozinha e o clima. A seu favor, Giovanna coloca em prática o improvável binômio natureza e tecnologia – que flui muito bem. As porções sob medida de comida de verdade proporcionam uma refeição em diversas etapas, mas sem a morosidade dos menus degustação. A paisagem circundante acompanha ao exalar uma sofisticação contemporânea – o espaço luminoso e arejado, mérito das amplas janelas do chão ao teto, da madeira de origem que forra o ambiente, da cozinha aberta delimitada apenas por um belo balcão, que faz parceria com o do bar.

Serviço: Rua Vupabussu, 347 – Pinheiros – São Paulo/SP | Tel.: (11) 2371-798

Serviço: Rua Vupabussu, 347 – Pinheiros | Tel.: (11) 2371-7981

Instagram: @animusrestaurante


BANANEIRA



No Bananeira, o cardápio inclui pratos como Peixe na folha de bananeira (molho leve ao leite de coco, arrozde banana com castanha de caju – R$65), Spaghetti com lula, camarão e mexilhão (foto - R$79), Pescada ponta da praia (pescada cambucu grelhada, molho leve ao leite de coco e farofa de camarão – R$75), Arroz negro com frutos do mar (camarão, lula e mexilhão – R$89) e Banabó (bobó de camarão com banana da terra, arroz e farofa de dendê – R$89) Um grande bangalô de piaçava com 7 metros de pé direito e, grandes venezianas de madeira confere ao Bananeira com uma certa sofisticação ao estilo chique de Trancoso, completa em 2022, 15 anos de uma linda história. A brasilidade se faz presente nos elementos da decoração, mesas de madeira de demolição, cadeiras com almofadas, esculturas de artesãos brasileiros enriquecem e valorizam o ambiente do restaurante. A varanda dá a vista aos jardins de bananeiras e convida para uma refeição sem pressa, “O cliente aqui se sente em um lugar longe de ser São Paulo. Só faltava ter “vista pra praia.” brinca o Chef Maurício Ganzarolli, que tem passagens por restaurantes estrelados da Itália como o Aimo e Nadia de Milão, além de ter comandado a cozinha do La Tambouille ao lado do saudoso Giancarlo Bolla. Serviço: R. Mal. Hastimphilo, de Moura, 419 - Vila Suzana | Tel.(11) 3542.4630/ 3502-4635 Instagram: @bananeiramorumbi


BISTROT DE PARIS



Comandado pelo chef Alain Poletto, o Bistrot de Paris traz em seu cardápio opções como Salada ao queijo St Marcelin empanado com nozes (R$ 65), Carpaccio de bœuf black angus, mini ruculas e tuile de parmesão, (R$ 69), Salmão defumado da casa, fatiado na mesa, salada (100 gr. - R$ 69), Steak Tartare, Batata Frita, Salada (foto - R$ 76), Entrecôte Black Angus grelhado béarnaise (250 g.) com batatas crocantes (R$ 109), Brandade de Bacalhau, Ovo Mollet e Mini Legumes (R$ 82), Camarões na Chapa à Provençal e Arroz Basmati (R$ 162), Polvo Grelhado na Páprica defumada e Legumes Provençais (R$ 129). Na Villa San Pietro, escondida no meio da agitação dos Jardins, o Bistrot de Paris foi repensado em todos os detalhes para se tornar um autêntico bistrot francês e oferecer uma verdadeira experiência de bistronomia. Pautado por sua vivência, o sócio-chef Alain Poletto, assina o cardápio de clássicos incontornáveis, o que reforça ainda mais seus laços com a verdadeira cozinha francesa com pratos como o magret de pato aux fruits rouges, Bœuf Bourguignon, steak tartare e confit de pato, entre outros. Isso tudo sem deixar de lado seu lado criativo com sugestões especiais servidas todos os dias, resultado de uma cozinha autoral. “Quero trazer de volta as letras de grandeza aos ingredientes menos nobres, valorizada com a técnica e o savoir faire, da alta gastronomia”, explica Alain. A filosofia do restaurante é de muito rigor nos bastidores: a origem e a sazonalidade dos produtos, a seleção das receitas seguindo técnicas clássicas, o serviço atencioso e a completa carta de vinhos com forte representatividade francesa e excelentes opções em taça. A decoração também apresenta roupagem característica. A fachada com seus detalhes é uma passagem à França, o salão principal traz estofado vermelho com suas típicas barras de latão; gravuras originais das décadas de 1920 e 1930, incluindo o passo a passo de como se apreciar um bom vinho, de Charles Martin, e os desenhos do célebre ilustrador francês (e amante de Coco Chanel), Paul Iribe. Serviço: Rua Augusta, 2542 - Jardim Paulista | Tel.: (11) 3063-1675 Instagram: @bistrot_de_paris


DONA FIRMINA PIZZARIA


Na Dona Firmina Pizzaria, o cliente pode escolher entre as opções de saladas: Caprese (Tomate caqui, mussarela de búfala e manjericão - R$32), Lisboa (Mix de alfaces, tomate, cebola, azeitonas e ovos de codorna - R$26), Modena (Foto - Queijo de cabra, espinafre, castanhas, aceto balsâmico e morangos - R$39) e Parma (Presunto Parma, rúcula, tomate cereja e figo - R$39) Inspirada nas raízes portuguesas e no berço da pizza, a pizzaria Dona Firmina traz criações inovadoras desenvolvidas a partir de receitas clássicas de famosas regiões portuguesas e italianas com ingredientes selecionados, além de opções tradicionais, sempre muito procuradas pelos comensais. O ambiente acolhedor da casa foi projetado por Otávio de Sanctis. A fachada envidraçada chama a atenção e revela o pé-direito alto, dividido em dois pisos, com moderno lustre, parede revestida em cor quente e cortinas com capacidade para 120 pessoas. Serviço: Alameda dos Anapurus, 1491- Moema | telefones: 5093-0302 / 5096-1298 / 5049-2346. Instagram: @donafirmina


MERCEARIA DO CONDE



Na Mercearia do Conde, a restaurantrice Maddalena Stasi destaca de seu cardápio boas pedidas como a Salada Tunisiana com couscous marroquino, frango desfiado, emêndoas, especiarias, folhas verdes e molho de ervas (R$78), Salmão Tartar com salada verde, peras e pistache (R$79), Torta Integral de Cenora e queijo emmenthal com salada verde, peras, salsão, tomate cereja e molho mostarda (foto/crédito Romulo Fialdini - R$74), Peixe em crosta de Castanhas do Brasil com molho de iogurte e limão siciliano, arrozvermelho e couve-flor salteada (R$89). Com um ambiente lúdico e muito colorido com fadas e trapezistas, sacolas de feira, quadros e relicários, a Mercearia do Conde já faz parte dessa esquina da rua Joaquim Antunes desde 1991. Logo no começo, a casa era uma mercearia de verdade e vendia queijos, vinhos, cereais a granel e pães. Com o passar do tempo, foram incluindo algumas receitas de família, colocou-se uma mesa num fim de semana... Por fim se renderam a demanda da clientela e a Mercearia do Conde tornou-se um restaurante com pratos variados que combinam a brasilidade com toques orientais. Foram pioneiros em trazer tendências para o cardápio como o suco de mexerica, nhoque de mandioquinha entre e outros. Atualmente ainda guarda resquícios do antigo armazém, com azulejos brancos e objetos pendurados pelo teto. Serviço – R. Joaquim Antunes, 217, Jardim Paulistano | Tel.: (11) 3081-7204


PIADINA TREE

As sugestões do cardápio do Piadina Tree para estação mais quente do ano são: TUNA (Atum s'ottolio, mussarela de búfala, cebola temperada, tomate italiano, alface romana, e maionese defumada) CARAMELLA (Peito de Peru defumado, Brie , cebola caramelizada, rúcula e azeite extra virgem), CONTADINO (Frango desfiado, molho de tomate rustico, milho e requeijão), e as opções veggie , FUNGHI (foto - Queijo Brie, shimeji assado com shoyu e na manteiga, rúcula e azeite extra virgem) e PALM TREE (Palmito, requeijão, tomate italiano, rúcula, parmesão e azeite extra virgem). O conceito da Piadina Tree é levar a todos uma opção rápida de refeição, descontraída, com preço justo e de muita qualidade. E a ideia do nome, era associar com uma árvore de Piadinas "Queremos transmitir uma mensagem através da atmosfera local sobre elementos rústicos, e naturais", comenta Naroa Nadales, sócia proprietária. O espaço é dividido em dois ambientes, um ao ar livre, e o outro mais moderno, próximo a cozinha principal. Com ambiente descolado, apresenta algumas mobílias que foram reaproveitadas de matérias primas sem uso e que ganharam forma e charme pelas mãos dos proprietários Hoon Chong e Naroa Nadales. Destaque especial para a mesa feita com os galhos de 2 cerejeiras. O casal há dez anos está à frente do restaurante levando aos clientes uma receita artesanal de muita qualidade e recheios criativos. SERVIÇO: Av Juriti, 629, Moema | Tel.: 11 3628-7316 / 11 98031-7316 Instagram: @piadinatree


PRAÇA SÃO LOURENÇO


O Praça São Lourenço conta com pratos mais leves como Peixe branco grelhado, abobrinhas e batatinhas grelhadas, tomate (Foto - R$86), Polvo Grelhado (tentáculos de polvo, Brócolis, batata ao murro, tomate assado, farofa de azeitonas pretas e maionese de páprica - R$98), Vitelo à Milanesa (Costeleta de vitelo empanado com pão e ervas e assado no forno a lenha, acompanha nhoque de abóbora na manteiga de manjerona, saladinha de ervas e picles de cebola roxa - R$107), Bacalhau (lombo de bacalhau, palmito pupunha assado, emulsão de alho, pimenta do reino e azeite extra - R$116). O Praça São Lourenço é um dos poucos restaurantes da cidade que oferece aos seus clientes um lindo jardim com jabuticabeiras, palmito imperial e figueiras, além de um lago com carpas, uma casa da árvore para as crianças e mesas ao ar livre. Seu famoso buffet com pratos elaborados no forno a lenha é servido aos fins de semana, quando as famílias com seus filhos e amigos se encontram para almoçar. O menu à la carte, servido no almoço de terça a sexta e no jantar de terça a sábado conta com especialidades como o Palmito pupunha assado na lenha, azeite de ervas e queijo da canastra; Vitelo à milanesa, nhoque de mandioquinha na manteiga de manjerona e saladinha, entre outros. O restaurante está seguindo todas os protocolos de higiene com máscara obrigatória, mesas com distanciamento, medição de temperatura na entrada e álcool gel para proteger seus clientes e funcionários. Serviço: Rua Casa do Ator, 608 – Vila Olimpia | 11.3053-9300


NAGAYAMA


No Nagayama, a boa pedida para os dia mais quentes é o Tirashi: fatias de peixe cru – salmão, atum, peixe branco e polvo – tamago e ovas (R$100). O Tirashii é um prato que era feito com as sobras, as partes dos peixes que não serviam para o sashimi e sushi servidos nos sushyas, os bares no Japão. Era a comida do almoço dos funcionários, que aproveitavam essas aparas e espalhavam por cima de uma porção de arroz em uma tigela. Vem daí o nome – Tirashii quer dizer espalhar aleatoriamente. Mas ficava tão gostoso, que os clientes também quiseram experimentar. O prato foi ficando famoso e os sushyas foram investindo nessa novidade, colocando peixes mais nobres, ovas e outros ingredientes melhores. No Japão, foi promovido a prato de festa e não pode faltar no Hinamatsuri, o Dia das Meninas que marca a chegada da primavera. Por aqui, é um clássico da cozinha japonesa servido pelos melhores sushimen de São Paulo. Esse foi um dos primeiros pratos que Mario Nagayama colocou em seu cardápio. Serviço: Nagayama Itaim - Rua Bandeira Paulista 369 | 11 3079-7553 Instagram: @restaurantenagayama


PISELLI JARDINS


Juscelino Pereira, restaurateur do Piselli Jardins, oferece pratos mais leves como o Polpo, Carciofi e Pomodorini (foto - Salada de polvo com perfume de hortelã, alcachofras, tomate sweet grape, radicchio e mini agrião -R$85), Carpaccio di Pesce (Lâminas de peixe branco curado na casa, erva doce e ovas frescas (R$69), Linguini al Frutti di Mare (Camarões, lulas, vôngoles e molho de tomate fresco - R$109), Risotto Piselli(clássico risoto de ervilhas, com Grana Padano e gorgonzola - R$99) e Gnocchi Sorrentina (Nhoque ao molho de tomate fresco, manjericão e mussarela de búfala - R$72).


Ervilha para quem não sabe é o significado de Piselli em italiano. Essa é a forma do restaurateur Juscelino Pereira, que dirige os restaurantes, homenagear suas origens, já que ele iniciou sua trajetória como agricultor no interior de São Paulo. Antes do Piselli, atuou no Grupo Fasano, por 12 anos como maître, sommelier e gerente. O Piselli Jardins apresenta culinária com influência no norte da Itália, em especial o Piemonte. O Piselli Sud foi inaugurado em setembro de 2015, depois de 11 anos de história de Piselli, em São Paulo. O Sud, quer dizer Sul em italiano, e traz para a mesa dos clientes receitas com inspiração na culinária da região Sul da Itália e outras clássicas italianas.

Serviço: Rua Padre João Manuel, 1253 – Cerqueira César | Tel.: (11) 3081-6043

Instagram: @restaurantepiselli


Fotos: divulgação