top of page
  • Foto do escritorCris Jardim

Miolo Wine Group consolida presença internacional na Prowine

Desafio é abrir novos mercados, estreitar relacionamentos com nossos clientes e apresentar novos rótulos

Há mais de 30 anos, a Miolo ultrapassou as fronteiras brasileiras, levando a marca do vinho brasileiro para outros países. A primeira remessa, em 1993, foi de 700 garrafas do Miolo Reserva Merlot, o primeiro vinho lançado pela vinícola. Hoje, a Miolo Wine Group está presente em 32 países da Europa, Ásia, América, Oceania e África, sendo a maior exportadora de vinhos finos brasileiros. Todos os anos, mais de 600 mil garrafas saem do Brasil. Para ampliar esta presença no mercado externo, a empresa segue participando das principais feiras de vinho. É o caso da Prowine, em Dusseldorf, na Alemanha, onde o Export Manager da Miolo, Lucio Motta, estará, de 10 a 12 de março, reforçando relações, além de atuar na abertura de novos canais.

 

“É um momento muito especial onde conseguimos estar cara a cara com os compradores e tomadores de decisões, degustar grande parte da nossa linha e definir estratégias para o ano”, garante Motta. Considerada a principal feira de vinhos do mundo, a expectativa é estreitar contato com compradores, formadores de opinião e personalidades do setor, com o propósito de ampliar a presença da marca Miolo na Europa. Para isso, o grupo participa do projeto colaborativo Wines of Brazil, com estande no hall do Novo Mundo – Hall 13 A60. Rótulos das linhas Miolo, Seival, Almadén e Terranova, além dos Sete Lendários, já desembarcaram na cidade alemã e serão oferecidos aos visitantes, mostrando a diversidade de estilos proporcionada pela condição diferenciada da Miolo Wine Group produzir em quatro diferentes terroirs brasileiros.

 

Nos últimos 20 anos, a Miolo desbravou novos mercados em carreira solo e também com o suporte do Wines of Brazil, marca coletiva que promove o vinho brasileiro mundialmente. De forma organizada e estratégica, a Miolo integra o projeto mantendo uma agenda internacional ativa com presença nas maiores e mais importantes feiras de vinho. “Nossa investida em feiras representativas sempre fez parte da nossa rotina. Assim, conseguimos fortalecer nossos canais e abrir novos. É um trabalho que leva tempo, mas que somente com olho no olho nos permite mostrar ao mundo porque estamos em todos os continentes”, destaca Motta. A agenda do ano abriu com a WSWA em Las Vegas e depois da Prowine será a vez da Vinitaly, em Verona, na Itália, e da Vinexpo, na França.

 

O gestor conta que a Miolo também está atuando fortemente nos Estados Unidos com um novo importador, além de chegar a Gana e este ano na Letônia. Avançando na qualidade internacional, a marca é destaque, especialmente, na China, Estados Unidos, Inglaterra e Paraguai.

 

LINHA DO TEMPO

1897 – Giuseppe Miolo chega ao Brasil e começa o plantio de uvas no Lote 43 (Vale dos Vinhedos).

1970 – Netos Darcy, Antônio e Paulo são pioneiros no plantio de uvas finas.

1989 – Surge a Vinícola Miolo, com 30 hectares de vinhedos próprios.

1992 – Lançamento do primeiro vinho da família – Miolo Reserva Merlot Safra 1990 (8 mil garrafas).

1993 – Primeira exportação da Miolo.

1994 – Lançamento do Miolo Seleção (vinho mais querido e emblemático do Brasil).

1998 – Plano de expansão: reconversão dos vinhedos, mudas certificadas importadas, modernização, novas tecnologias, equipe técnica de alta performance.

2000 – Projeto Seival (Estância Fortaleza do Seival – Candiota, próximo à divisa com o Uruguai).

2001 – Projeto Terranova (Famílias Miolo e Benedetti se unem e começam operação no Vale do São Francisco).

2003 - Joint Venture com Raul A. Randon (Vinho RAR); consultoria com o winemaker francês Michel Rolland (10 anos). Projeto de Internacionalização, Joint Venture com o Chile (Costa Pacífico).

2006 - Inauguração da Vinícola Miolo (Vale dos Vinhedos), Joint Venture Osborne.

2008 – Projeto Winemaker Miolo e Joint Venture com a Argentina (Los Nevados).

2009 - Aquisição da Vinícola Almadén (Santana do Livramento/RS) e Constituição da Miolo Wine Group.

2010 –Joint Venture com Galvão Bueno e a conquista do prêmio de Melhor Merlot do Mundo para o Merlot Terroir, em Londres.

2011 – Criação da Holding Miolo Wines S/A, constituindo o Grupo Miolo, primeira colheita mecânica do Brasil na Vinícola Almadén.

2015 – Wine Garden Miolo (enoturismo).

2016 – Primeira colheita noturna mecanizada do Brasil que originou o Miolo Reserva Sauvignon Blanc Colheita Noturna. Projeto de Imersão do Cuvée Tradition no mar da França (espumante mais vendido na França).

2019 – Aniversário de 30 anos da Miolo. Vinícola do Ano 2019, Melhor Rosé do Mundo para o Miolo Seleção Rosé, mais de 100 prêmios internacionais, 19 lançamentos para brindar os 30 anos. Íride, Nature Sur Lie, o grande lançamento que traz o nome da nona.

2020 – Lançamento da Coleção Seven Legendaries of Miolo Safra 2018. Obtenção do Selo The Vegan Society da International Vegetarian Organization (100% dos rótulos veganos).

2022 – Inauguração do Complexo Enoturístico Almadén.

2023 – 50 anos da Almadén no Brasil.

 

MIOLO WINE GROUP HOJE

·   Tradição em produção de uvas desde 1897 e na elaboração de vinhos desde 1989.

·   Única vinícola brasileira com quatro unidades produtivas nas principais regiões do país:

Vinícola Miolo (Vale dos Vinhedos - RS)

Vinícola Seival Estate (Campanha Meridional - RS)

Vinícola Terranova (Vale do São Francisco – BA)

Vinícola Almadén (Campanha Central – RS)

·    Vinícola brasileira com maior presença no mercado externo – 32 países

·    Vinícola com o maior número de rótulos de vinhos finos brasileiros – 130

·    950 hectares de vinhedos próprios

·    10 a 12 milhões de litros de produção anual de vinhos finos e espumantes

·    Líder no mercado de vinhos finos

·  3º maior produtor de espumantes do Brasil, sendo o 1º em produção pelo método champenoise


Foto: divulgação.

 

Comments


bottom of page