top of page
  • Foto do escritorCris Jardim

Cooperativa Vinícola Aurora encerra 2023 com 40 medalhas conquistadas em concursos nacionais e internacionais

Empresa é a mais premiada do país em eventos chancelados pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) com 868 distinções. O espumante Aurora Moscatel é o rótulo que mais recebeu honrarias na história da marca, totalizando 115 prêmios.

A Cooperativa Aurora encerra o ano como a vinícola mais premiada do país, com 868 medalhas conquistadas em concursos nacionais e internacionais chancelados pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), principal entidade vitivinícola do mundo. Apenas em 2023 foram 40 vitórias em certames.

O destaque fica por conta do aclamado Aurora Moscatel Branco, que neste ano foi condecorado em concursos na Espanha e na Grécia. O espumante é o rótulo mais premiado da história da marca, com 115 distinções. Elaborado na Serra Gaúcha com uvas Moscato Bianco e Moscato Giallo, ele é protagonista nas taças de grandes comemorações no Brasil e Exterior.

 

Os vinhos Gran Reserva, das variedades Cabernet Sauvignon, Tannat e Touriga Nacional, também ganharam holofotes como a linha mais destacada da Aurora no ano, com quatro medalhas em 2023. Com uvas cultivadas na Campanha Gaúcha, os produtos trazem a expressão máxima do terroir local e a diversidade do vinho brasileiro. Entre as premiações da linha está o Ouro para o Aurora Gran Reserva Touriga Nacional no Sélections Mondiales des Vins (Canadá).

 

Outros concursos que premiaram a cooperativa estão o Città del Vino (Itália), que consagrou com a medalha de Ouro o vinho tinto Aurora Gioia D.O. Merlot 2020. A linha é composta de rótulos elaborados exclusivamente em regiões com Denominação de Origem (D.O.) ou Indicação de Procedência (I.P.).

 

O Virtus (Portugal), outro evento de evidência, garantiu a medalha de Ouro ao espumante Aurora Procedências Brut Rosé. Com um blend das uvas Pinot Noir e Riesling, ele é elaborado pelo método charmat longo.

Da terra do Champagne veio o Ouro ao Conde de Foucauld Bruto Branco, com o certame Citadelles du Vin (França). Um dos espumantes mais comercializados da Aurora, o rótulo está completando 45 anos de mercado.

 

“É motivo de muito orgulho para a Aurora fechar o ano com tantas distinções pela qualidade e diversidade dos nossos vinhos e espumantes. As premiações refletem o reconhecimento que, não apenas os brasileiros, mas o mundo inteiro dá para as nossas bebidas”, enaltece Flavio Zilio, enólogo-chefe da Cooperativa Vinícola Aurora.

 

 Vinícola brasileira preferida dos consumidoresLíder nacional no mercado de vinhos finos, sucos de uva integral e coolers, a Cooperativa Vinícola Aurora está presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, além do Exterior, comercializando para 17 países.

 

A marca elabora mais de 220 produtos, divididos em 13 linhas: Aurora, Pequenas Partilhas, Casa de Bento, Gioia, Conde de Foucauld, Marcus James Reservado, Keep Cooler, Sangue de Boi, Country Wine, Maison de Ville, Saint Germain, Prestige e Brazilian Soul (marca destinada ao mercado internacional).

 

Por ano, a cooperativa apresenta, em média, cinco produtos inéditos, além de novas safras de rótulos conhecidos. Em 2023, entre as novidades que chegaram aos consumidores estão o espumante Aurora Extra Brut com D.O. Altos de Pinto Bandeira, os vinhos Aurora Varietal Rebo, Petit Verdot e Marselan, o vinho Aurora Millésime 2019, o destilado Brandy 5 anos de envelhecimento, o Keep Cooler sabor tangerina e o Aurora Zero Álcool Rosé.


FOTOS


Legenda 1: Espumante Aurora Moscatel Branco é rótulo mais premiado na história da cooperativa, com 115 medalhas em concursos brasileiros e internacionais.

Preço médio do produto é de R$ 39,90.Créditos: Cooperativa Vinícola Aurora, divulgação      

Legenda 2: Há 45 anos no mercado, espumante Conde de Foucauld Bruto Branco conquistou a medalha de Ouro na terra do Champagne, no concurso Citadelles du Vin (França).

Rótulo tem preço médio de apenas R$ 28,90.

Créditos: Eduardo Benini/Cooperativa Vinícola Aurora, divulgação

Commentaires


bottom of page