top of page
  • Foto do escritorCris Jardim

Bisneta de viticultores que fundaram a Vinícola Aurora recebe prêmio Elas no Agro

Integrante da 4ª geração de cooperados, Patrícia Pedrotti foi agraciada com a distinção pela Federasul, durante a Expointer. Idealizadora da Enojoias, ela usa cristais de vinho para confecção de joias em Bento Gonçalves

Quando a artesã e designer de joias Patrícia Pedrotti foi chamada ao palco para receber o prêmio Elas no Agro, nesta quarta-feira (31), ela representou muito mais do que seu próprio empreendimento. O reconhecimento à Enojoias, na sexta edição da distinção da Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande Sul (Federasul), durante a Expointer, em Esteio (RS), é a valorização do cooperativismo e do empreendedorismo feminino como forma de diversificar a produção e ampliar a renda das famílias.

A Enojoias é uma marca de joias que utiliza cristais de bitartarato de potássio formados durante o processo de armazenamento dos vinhos nas pipas de madeira. Iniciada em 2015, justamente quando fez sua primeira venda para a Vinícola Aurora, é considerada a primeira e única marca de joias do mundo que usa os cristais de vinho para a elaboração das peças.

Os “diamantes do vinho” são formados pela precipitação de dois elementos presentes nas uvas, tanto brancas quanto tintas: o ácido tartárico e o potássio. Na presença da baixa temperatura, esses elementos reagem entre si, dando origem aos cristais.

Bisneta de viticultores que fundaram a Cooperativa Vinícola Aurora, em 1931, e filha dos associados Antônio Pedrotti e Lenita Dall Oglio Pedrotti, Patrícia conta que o projeto inicial era apenas fazer uma exposição para mostrar a riqueza dos materiais. O sucesso foi tanto que a Aurora resolveu abraçar a ideia e abrir um espaço para a venda na loja da Associação dos Artesãos Aurora.

“Sou filha de viticultor, cresci em meios às vinhas de Tuiuty, interior da cidade de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Desde o início da faculdade de Design, sempre tive o desejo de unir o design e algo relacionando à uva, mas nenhuma das minhas ideias era realmente uma ‘grande ideia’. Então, depois de uma década, veio o insight: ‘Vou desenvolver joias com os cristais de ácido tartárico, a chamada gruppola aqui no interior’”, relata.

Patrícia conta que mesmo com o aumento da demanda, ela mantém a produção de forma artesanal, na propriedade da família. Atualmente, além loja da Associação dos Artesãos Aurora, em frente a unidade Matriz da vinícola, ela comercializa as peças em outros pontos.

“É uma forma de manter a conexão entre o vinho e paixão pelas joias. O objetivo é mostrar todas as belezas que surgem do vinho, e de todo o trabalho de nossos queridos viticultores na Serra Gaúcha”, resume.


Estímulo ao empreendedorismo feminino Atualmente, cerca de 50 mulheres associadas ou familiares de cooperados comercializam seus produtos na loja da Associação dos Artesãos Aurora, localizada em frente ao complexo enoturístico da vinícola, na Rua Olavo Bilac, em Bento Gonçalves (RS).

Há 26 anos, viticultores e familiares de associados têm a oportunidade de incrementar suas rendas com a venda de produtos feitos à mão. São mais de 50 itens, desde as joias até peças em crochê, em resina e madeira, geleias, doces de amendoim, trufas, biscoito, grostoli, frutas cristalizadas, sabonete, porta-chaves, chaveiros, sapatinhos de tricô, trilhos, tapetes, entre tantos outros.


Outra iniciativa de estímulo à ampliação da renda e diversificação da produção é o projeto Mulheres Aurora Empreendedoras (MAE), do qual Patrícia também faz parte. O objetivo é reunir cooperadas, esposas e filhas de viticultores associados para encontros sobre empreendedorismo feminino e cooperativismo.


O presidente do Conselho de Administração da Vinícola Aurora, o viticultor Renê Tonello, enaltece o prêmio concedido pela Federasul por mostrar que a cooperativa está no caminho certo ao valorizar as iniciativas dos associados que vão além da produção da matéria-prima para a indústria. Tonello cita o fato da Enojoais utilizar um produto que seria descartado para a elaboração das peças, além da iniciativa empreendedora da designer.

“A beleza das peças é ainda maior por sabermos que também traz esse lado sustentável, que é umas nossas maiores preocupações. Sustentabilidade ambiental, é claro, mas também de condições para que o viticultor agregue valor à sua propriedade, com qualificação e criatividade, como fica evidente nas peças da Enojoais”, celebra o presidente.


FOTO Legenda: Patrícia Pedrotti recebeu o prêmio Elas no Agro, na Expointer, nesta quarta-feira (31). Marca Enojoias é fruto do estímulo da Vinícola Aurora ao empreendedorismo junto as 1,1 mil famílias cooperadas. Crédito: Rosi Boni

Comments


bottom of page