top of page
  • Foto do escritorCris Jardim

Vinícola Aurora conquista cinco medalhas de ouro na terra do Tannat, na América do Sul

Quatros rótulos premiados são elaborados na unidade da cooperativa no Uruguai e reforça qualidade dos vinhos produzidos com a casta pela empresa gaúcha. Aurora Reserva, da Serra Gaúcha, também foi agraciado e vinícola chegou à marca de 814 medalhas em concursos nacionais e internacionais


Vem do país reconhecido como a terra do Tannat na América do Sul o respaldo aos vinhos desta variedade elaborados pela Vinícola Aurora. A empresa brasileira que lidera o ranking de premiações em concursos reconhecidos pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) acaba de conquistar mais cinco medalhas de ouro. Trata-se do concurso internacional Tannat al Mundo Terruño de Oro, organizado pela Associação de Enólogos do Uruguai.



Dos cinco vinhos condecorados, quatro são elaborados na unidade uruguaia da Aurora, localizada na região de Canelones, coração da produção de uvas viníferas no país. Os rótulos são o Antiguas Estancias Reserva (2020), Solar Del Paso Reserva (2020), La Hacienda Gran Reserva (2019) e o Olas Y Vientos (2020). O Aurora Reserva (2020), produzido na unidade Matriz da cooperativa, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, também foi agraciado. Com as cinco medalhas recebidas no Uruguai, a Vinícola Aurora chega ao número de 814 prêmios nacionais e internacionais chancelados OIV. Entre as vitórias de 2022, destaque para os certames Città del Vino, Virtus, Brazil Wine Challenge, VinAgora e Bacchus.

O diretor superintendente da Vinícola Aurora, Hermínio Ficagna, conta que desde 1997 a empresa possui unidade de produção no país vizinho. O dirigente recorda que naquele ano, devido à grande demanda decorrente de venda de vinhos para o mercado dos Estados Unidos, percebeu-se a necessidade de aumentar a capacidade de produção. Outro motivo, segundo ele, é reduzir o impacto negativo que pode ocorrer com eventuais quebras de safra, como a que ocorreu em 2016 no Brasil.


“Nossa escolha foi o Uruguai por seu terroir único e também localização próxima a nossa Matriz no Rio Grande do Sul. Desde então, acompanhamos a evolução do setor vitivinícola no Uruguai e nossa admiração por este país e seu terroir só cresceram ao longo desta jornada. O resultado deste trabalho é comprovado com a qualidade dos vinhos produzidos naquela unidade e com premiações como essas. Também é importante valorizarmos a premiação ao Reserva Tannat, que é elaborado na Serra Gaúcha, o que comprova a evolução dos vinhos desta variedade no Brasil, representada neste concurso pela Aurora”, reforça.


Além de Canelones, departamento que fica localizado próximo a Montevidéu, a Aurora trabalha com produtores das regiões de Salto, Maldonado e Colônia.


“Levamos para o Uruguai nossa cultura cooperativista e de valorização de pequenos produtores, com uvas provenientes da Cooperativa Agraria de Viticultores Associados, para a safra atual”, complementa Ficagna. Em 2021 a produção em solo uruguaio foi de 1,1 milhão de litros, exportados 100% para o mercado brasileiro. Já em 2022, até setembro, foram comercializados 850 mil litros da unidade uruguaia para o Brasil. Nos últimos cinco anos esse volume chega a 5,6 milhões de litros.


FOTOS Legenda: Olas Y Vientos 2020 é um dos quatro vinhos premiados que são elaborados na unidade uruguaia da Vinícola Aurora Crédito: Eduardo Benini



Comments


bottom of page