• Cris Jardim

Primeiros vinhos de produção sustentável de Portugal chegam ao Brasil

Rótulos são resultado da implementação do Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo, programa inédito no país


O Alentejo é um dos locais mais apreciados de Portugal, especialmente por seus vinhos ricos, exuberantes, de bom corpo e bastante aveludados. A partir de agora, graças a uma iniciativa inédita no país, o Alentejo também será reconhecido por suas práticas sustentáveis na elaboração de vinhos.

Trata-se do Programa de Sustentabilidade Vinhos do Alentejo (PSVA), lançado em 2015 para apoiar e estimular melhorias nos setores ambientais e sociais, e no desempenho econômico das vinícolas. Os primeiros rótulos resultantes do PSVA acabam de chegar ao mercado brasileiro: Coelheiros 2018 e Herdade dos Grous 2018.

“Criamos um mecanismo regional que adota as melhores práticas desde a produção da uva até a distribuição do vinho engarrafado, com cada etapa deste processo, todos os agentes e fatores envolvidos sendo olhados de forma mais sustentável”, explica João Barroso, coordenador do programa.


A adesão é voluntária e gratuita, e as vinícolas que integram o PSVA têm à disposição ferramentas e profissionais que auxiliam na avaliação de caminhos para desenvolverem suas atividades na produção de uvas e vinhos de qualidade, de maneira economicamente viável, e, ao mesmo tempo, preservando o meio ambiente, e melhorando as relações com os colaboradores e vizinhos.

O Alentejo é a única região de Portugal que conta com essa certificação. A iniciativa nos coloca ao lado de outros países que já implementaram seus programas de sustentabilidade, e reforça o posicionamento pioneiro do Alentejo em importantes demandas mundiais”, resume João Barroso.

O Programa de Sustentabilidade Vinhos do Alentejo começou com 94 membros e atualmente conta com 446 integrantes, representando aproximadamente 41% da área plantada na região. Entre as principais medidas adotas estão a aplicação de técnicas naturais de conservação e aumento da fertilidade do solo, redução substancial do uso de pesticidas, auditorias de energia, gestão dos resíduos e economia de água, além da valorização, do engajamento e do cuidado com colaboradores e a comunidade.

http://sustentabilidade.vinhosdoalentejo.pt | @vinhosdoalentejo

Texto e fotos: divulgação