Ouro para cinco vinhos tintos da ‘Safra das Safras’ no 11º Brazil Wine Challenge

Rótulos ícones da Miolo, elaborados em três diferentes terroirs, mostram a qualidade da diversidade brasileira no único concurso do país com chancela da OIV


Miolo Lote 43, Miolo Merlot Terroir, Miolo Sebrumo, Miolo Testardi e Miolo Cuvée Giuseppe Merlot / Cabernet Sauvignon. Estes são os cinco vinhos tintos nobres que formam o time de premiados da Miolo com Medalha de Ouro no 11º Brazil Wine Challenge, promovido de 7 a 10 de junho pela Associação Brasileira de Enologia (ABE). São rótulos que nasceram de vinhedos cultivados no Vale dos Vinhedos (Miolo), Vale do São Francisco (Terranova) e na Campanha Meridional (Seival), três unidades da Miolo Wine Group. Quatro deles integram a Coleção dos Sete Lendários - The 2020’s Seven Legendaries of Miolo.


O Miolo Lote 43 Safra 2020, que carrega o selo de Denominação de Origem Vale dos Vinhedos (DOVV), se tornou símbolo nacional da vitivinicultura brasileira. Ícone do Vale dos Vinhedos é elaborado com uvas cultivadas no vinhedo gerado pelas mãos do imigrante Giuseppe Miolo. Desde seu lançamento, em 1999, foram apenas oito lotes, em safras excepcionais. Esta é a nona edição - 1999, 2002, 2004, 2005, 2008, 2011, 2012, 2018 e agora 2020 - que exibe a Safra das Safras. “Este vinho é a representação da história da família Miolo. Ele simboliza o legado dos imigrantes, passado de geração em geração e que se mantém vivo. Temos muito orgulho de erguer a bandeira do vinho nacional e o Miolo Lote 43 é um ícone brasileiro que carrega todos esses valores consigo”, comemora o diretor superintendente, enólogo Adriano Miolo.




O Miolo Merlot Terroir Safra 2020, também com DOVV, é um ícone que nasce da seleção manual das melhores uvas Merlot cultivadas em quatro vinhedos instalados em Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, dentro da área geograficamente demarcada do Vale dos Vinhedos. O Miolo Sebrumo Cabernet Sauvignon Safra 2020, que expressa a saga desta variedade na Campanha Gaúcha, é a melhor performance da casta já alcançada pela Miolo. “Este é o nosso melhor Cabernet Sauvignon varietal”, destaca Adriano Miolo. O vinho nasce no Seival, na Campanha Meridional. O Miolo Testardi Syrah Safra 2020, ícone do sertão nordestino, traz a máxima expressão da cepa no Brasil. Abençoado pelo Velho Chico, traz em seu nome o símbolo da resiliência – Testardi em italiano significa teimoso e remete à obstinação e persistência. Com o Testardi, a Miolo demonstra que se pode elaborar um vinho tinto de alta qualidade no Nordeste brasileiro.


Por fim, o Miolo Cuvée Giuseppe Merlot / Cabernet Sauvignon Safra 2020, elaborado a partir de pequenos cortes das duas variedades e que também ostenta o selo de DOVV, fecha o quinteto das premiações. Depois de estagiar por 12 meses em barricas de carvalho francês, este vinho segue para a taça numa homenagem da família ao patriarca Giuseppe Miolo.

O 11º Brazil Wine Challenge, único concurso de vinhos no país com a chancela da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) reuniu 903 amostras de 15 países, que foram avaliadas por um júri de 74 especialistas de oito países.

Imagens: Divulgação Miolo